quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

LUA CHEIA

Lembro de ti, minha menina.
Quase morro de saudades.

Naty

Foto do Google.

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

FIM DO ANO

INACREDITÁVEL!!

terça-feira, 11 de outubro de 2011

BELO DEMAIS

Foto do Google.

Quem é o Google? Rsrsrsrs.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

INTEGRAÇÃO

MINHA IRMÃ, BETINHA VIVE DIZENDO QUE INTEGRAÇÃO É UMA BOA PALAVRA.
CONCORDO PLENAMENTE COM ELA.

quinta-feira, 8 de setembro de 2011

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

ROSTOS








terça-feira, 26 de julho de 2011

NO PRESENTE...

'Escrevo aqui no presente para que no futuro
seus olhos possam lembrar de mim, quando sua mente
me esquecer'

Bob Marley

domingo, 17 de julho de 2011

quarta-feira, 13 de julho de 2011

O TEMPO

O tempo é muito lento para os que esperam
Muito rápido para os que tem medo
Muito longo para os que lamentam
Muito curto para os que festejam
Mas, para os que amam, o tempo é eterno.

Shakespeare

quarta-feira, 6 de julho de 2011

MULATA EXPORTAÇÃO

Mas que nega linda
E de olho verde ainda
Olho de veneno e açúcar!

Vem nega, vem ser minha desculpa
Vem que aqui dentro ainda te cabe
Vem ser meu álibi, minha bela conduta
Vem, nega exportação, vem meu pão de açúcar!

(Monto casa procê mas ninguém pode saber,
entendeu meu dendê?)
Minha tonteira minha história contundida
Minha memória confundida, meu futebol,
entendeu meu gelol?

Rebola bem meu bem-querer,
sou seu improviso, seu karaoquê;
Vem nega, sem eu ter que fazer nada.
Vem sem ter que me mexer

Em mim tu esqueces tarefas,
favelas, senzalas, nada mais vai doer.
Sinto cheiro docê, meu maculelê, v
em negra, me ama, me colore
Vem, nega, vem me arrasar,
depois te levo pra gente sambar.

Imaginem:
Ouvi tudo isso sem calma e sem dor.
Já preso esse ex-feitor, eu disse:
"Seu delegado..."
E o delegado piscou.

Falei com o juiz, o juiz se insinuou e decretou pequena pena
com cela especial por ser esse branco intelectual...
Eu disse:
"Seu Juiz, não adianta! Opressão, Barbaridade, Genocídio
nada disso se cura trepando com uma escura"!

Ó minha máxima lei, deixai de asneira
Não vai ser um branco mal resolvido
Que vai libertar uma negra:

Esse branco ardido está fadado
porque não é com lábia de pseudo-oprimido
que vai aliviar seu passado.

Olha aqui meu senhor:
Eu me lembro da senzala
E tu te lembras da Casa-Grande
E vamos juntos escrever sinceramente outra história

Digo, repito e não minto:
Vamos passar essa verdade a limpo
Porque não é dançando samba
Que eu te redimo ou te acredito:
Vê se te afasta, não invista, não insista!

Meu nojo!
Meu engodo cultural!
Minha lavagem de lata!

Porque deixar de ser racista, meu amor,
Não é comer uma mulata!

(Elisa Lucinda)

segunda-feira, 4 de julho de 2011

MEMÓRIA

LEMBRO DE DIAS QUE JÁ FORAM... SINTO SAUDADES.

terça-feira, 28 de junho de 2011

UMA PEDRA É UMA PEDRA


QUEM ATIRA UMA PEDRA, QUE ESPERE O RETORNO.
UMA PEDRA ATIRADA NOS OUTROS SEMPRE VOLTA PARA NÓS.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

ROSTOS







(ARQUIVO DO VELHO DÉCIO)

O SENTIR


O QUE SINTO!
SINTO O QUE VEJO?
POSSO VER E NÃO SENTIR.
POSSO SENTIR SEM VER.


NATY

EXPRESSÃO

quarta-feira, 8 de junho de 2011

ROSTOS




MODELOS DA DÉCADA DE 1980.


quarta-feira, 25 de maio de 2011

COISAS DESSA GENTE QUE SOU

Pertenço a uma História que existe
na memória dos tempos,
suturada no útero desse povo,
ao modo de ferro e fogo,
que o próprio tempo pariu.
E pelo tempo que há de vir
se expandirá sem fronteira
tal qual a gênese de um orixá.
Não me curvo ao silêncio
dessa versão perversa e lúcida,
que torna invisível tudo que estou,
como se o que penso pudesse ser
desconstruído, pela expressão estúpida
desses alcoviteiros cheios de estórias,
que roubam detalhes, fingem fatos,
e inumanos desfiguram vidas e verdades.
Busco no tempo um tempo
maior que ele mesmo,
que se abra em inevitável caos,
e deixe fluir toda a insurreição do silêncio
como uma eufórica sangria na memória.
Pertenço a uma História
feita pelo meu povo
e penso como o meu povo,
que pertence e perturba
a estória dos donos e seus danos,
e que por isso está muito além
de seu próprio construir-se.
Sou um negro como tantos outros
negros e negras que esbanjam respeito
mas que também atiçam o seu medo.
E é melhor assim.

(Éle Semog)

segunda-feira, 23 de maio de 2011

ÁFRICA - TERRA MÃE

AINDA FALTA MUITO PARA QUE NOSSAS RAÍZES SEJAM RECONHECIDAS.
HÁ TANTO POR FAZER, POR RESGATAR...

segunda-feira, 16 de maio de 2011

sábado, 14 de maio de 2011

sábado, 7 de maio de 2011

CANÇÃO DA VIDA

A vida é louca
a vida é uma sarabanda
é um corrupio ...
A vida múltipla dá-se as mãos como um bando
de raparigas em flor
e está cantando
em torno a ti :
Como eu sou bela amor !
Entra em mim, como em uma tela
de Renoir
enquanto é primavera,
enquanto o mundo
não poluir
o azul do ar !
Não vás ficar
não vás ficar
aí ...
como um salso chorando
na beira do rio ...
(Como a vida é bela ! como a vida é louca !)


Mario Quintana

terça-feira, 29 de março de 2011

segunda-feira, 21 de março de 2011

GRANDE PESSOA

Não sou nada
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os
Sonhos do mundo.

Fernando Pessoa

quarta-feira, 16 de março de 2011

OLHAR

ACORDO CEDO

VOU TRABALHAR

NÃO ME PERCO

EM DEVANEIOS

ME ENCONTREI

EM SEU OLHAR


quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

VIDA QUE PULSA...

QUE BRILHA!

Obrigado amigos.

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

E O AMOR

O que é o amor?
Tanto se fala.
Sei que o amor
tem que ser ação.
Falar e falar...
e o amor vai embora.

Naty